SADI - Sistemas Automáticos de Deteção de Incêndio

Em: Notícias Data: Comentário: 0 Hit: 370

Os Sistemas Automáticos de Deteção de Incêndio efetuam a deteção precoce e alarme de incêndios.

Os SADI são sistemas integrados de detetores, térmicos ou óticos, botoneiras de alarme manual, que se encontram ligados a uma Central de deteção de incêndio (CDI). Em caso de incêndio a Central de deteção de incêndio comunica o alarme aos sinalizadores (óticos e/ou acústicos) sendo possível algumas centrais estarem ligadas a entidades externas.

Os tipos de sistemas, são:

  • Convencional
  • Analógico
  • Aspiração

Um sistema de deteção de incêndios destina-se a informar todos os utilizadores de um determinado local da iminência da ocorrência de um incêndio ou do principio do mesmo.

Na generalidade um sistema de deteção de incêndio é composto por detetores automáticos, baseados na deteção de fumo, chamas ou calor, por botões manuais de alarme, por dispositivos de alarme sonoros e luminosos e pela Central de Deteção de Incêndios (CDI).

A Central de Deteção de Incêndios recebe os sinais dos detetores automáticos e manuais, e envia por sua vez os respetivos alarmes para os dispositivos de sinalização audiovisual, como sirenes e luzes de emergência ou ainda para recetores remotos através de transmissores telefonicos, linhas dedicadas, etc.

Por razões de segurança e legais, é fundamental recorrer a serviços técnicos certificados.

Para além de devidamente registados na ANEPC (Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil) para comercialização, instalação e manuteção de deteção de incêndio, a Beirafogo dispõe do registo da ANPC nº 273.

A Beirafogo comercializa e instala este tipo de soluções, utilize a página contatos neste link: http://beirafogo.pt/contacte-nos e peça já o seu orçamento!

Comentários

Deixar comentário